(Português)

O OM-LAB reúne neste momento artistas, arquitetos e teóricos que pesquisam as tridimensionalidades explícitas ou implícitas na prática artística contemporânea, considerando as inter-relações dos "objetos" com os espaços urbanos e destes com os espaços institucionais e com o sujeito, coautor. 

Para o período de 2015-2016, os artistas e pesquisadores do  grupo de pesquisa OBJETO E MULTIMÍDIA - CNPQ/UFRGS escolheram como objeto a ser ativado: o MURO da Av. Mauá, em Porto Alegre, Brasil. E, a partir deste monumento urbano propor a poética visual e as reflexões teóricas, considerando os desdobramentos sobre os territórios e seus limites visíveis e invisíveis.

O MURO da Av. Mauá, em Porto Alegre-RS, se constitui como um monumento tridimensional longitudinal, cuja pertinência de sua construção ou de sua permanência nos dias atuais, está ligado ao imaginário coletivo de uma história que o antecede. Ambíguo em sua existência, o MURO resiste aos debates entre aqueles que o defendem como necessário e os que o consideram um estorvo reclamando a sua queda. Sua interferência na paisagem é absolutamente contundente, embora muitas vezes, ele sequer é percebido. Ao colocar um MURO na borda do Lago Guaíba para proteger-se, a cidade de Porto Alegre, nega em algum sentido sua vocação de porto, suas águas, seu acesso líquido, suas ilhas, seu olhar para o outro lado da margem. E, de certa forma, esta o assume como parte de uma paisagem urbana, a qual não se penetra, não se atravessa.

A fim de entende-lo e (re)significá-lo, o coletivo de artistas-pesquisadores estabeleceram  diferentes estratégias poéticas de aproximação e compartilhamento com o MURO e seu entorno, gerando novas inter-relações entre este protagonista de 2647 metros de extensão e a cidade de Porto Alegre. Os resultados podem ser vistos nas ações coletivas e individuais documentadas aqui no site  e nas diversas publicações apresentadas em congressos no Brasil, Portugal e Espanha. 

Em 2017 o grupo de pesquisa iniciou uma deslocamento em direção ao 4º Distrito de Porto Alegre-RS-Brasil,  a fim de dar continuidade as pesquisas realizadas junto ao Muro da Av. Mauá.  E, com o intuito de facilitar as aproximações dos artistas pesquisadores com a extensa área urbana  em questão, firmou-se um convênio colaborativo através do PROJETO VIA  entre  o Instituto de Artes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul [OM-LAB / IA / UFRGS]   e a Associação Cultural Vila Flores [ACVF]. 

Entre as ações dos artistas realizadas nesta região urbana de Porto Alegre, destacamos as residências que ocorreram em 2017 e 2018, a partir da sala do OM-LAB no Vila Flores. 

Pesquisadores (2018):

Tetê Barachini -PPGAV e DAV - UFRGS- Brasil

Alessandra Bochio - DAV- UFRGS - Brasil

Flávia Quadros - PUC-RS e UFRGS- Brasil 

Peter Francis Correa Gossweiler - Mestrando PPGAV - UFRGS - Brasil

Márcia Machado Braga - Mestrando PPGAV- UFRGS - Brasil

Lucas Frota Strey - Mestrando PPGAV-UFRGS- Brasil 

 

Pesquisadores externos (2018): 

Vanessa Freitag- México 

Pamela Martinez - Espanha

Thiago Trindade Oliveira - Independente

Deni Corsino - Independente

Bolsistas de Iniciação Científica (2017-2018):

Pedro Gomes Ferraz - PROBIC FAPERGS - UFRGS

Talita Bezerra Procopio - BIC UFRGS - UFRGS

Bolsistas de Iniciação Científica (2018-2019):

Guilherme Augusto de Magalhães - PIBIC CNPq-UFRGS

Bruno Alcione Novadvorksi Scheeren- BV-UFRGS

Daniela Roseli de Amorim - BV - UFRGS

Grupo de Pesquisa OBJETO E MULTIMÍDIA - CNPQ/UFRGS (click aqui)

Agradecemos aos artistas e pesquisadores abaixo por suas colaborações em períodos anteriores:

Bruna Gazzi Costa (2016-2017) 

Cícero Ibeiro (2016-2017)

Filipe Conde (2016-2017)

Licia Heydrich (2014-2015)

Liziane Ungaretti Minuzzo (2015)

João Gilberto Salton Schleder (2014-2015)

Kevin Brezolin (2016)

Karine Paz (2016)

Manoela Farias Nogueira (2015)

Paola Luzzatto Guimarães(2016)

Links (Conexões): 

UFRGS/INSTITUTO DE ARTES

CNPQ

FAPERGS

CAPES PERIÓDICOS

VÉRTICE